Apple confirma compra do negócio de modems da Intel

2019-07-25 A Apple vai comprar a maioria do negócio de modems para smartphones da Intel. O negócio acaba de ser anunciado pelas duas companhias, com a marca da maçã a investir mil milhões de dólares, Cerca de 2,2 mil empregados da Intel vão passar para a Apple, que adquirirá ainda o IP e o equipamento. Espera-se que a operação fique fechada até final do ano. 

Nos termos do acordo, a Intel não vai sair inteiramente do negócio de modems, ficando com a capacidade de desenvolver modems para PC’s, dispositivos de IoT, veículos autónomos e tudo o que não sejam smartphones. O CEO da Intel, Bob Swan, avançou que a operação permitiu à companhia focar-se no desenvolvimento de outras tecnologias 5G.

Já para a Apple, esta aquisição significa que está agora no caminho de produzir os modems 5G para os seus smartphones, em vez de ter de adquirir o hardware à Qualcomm. Recorde-se que foi recentemente que a dona do iPhone resolver uma longa disputa com a fabricante e quando o fez, a Intel não perdeu tempo a anunciar que sairia do negócio dos telefones 5G.

O responsável da Apple pelas tecnologias de harware, Johny Srouji, adiantou que a compra ajudará a acelerar o desenvolvimento de produtos, permitindo à companhia uma maior diferenciação. Desenvolver os seus próprios modems tem o potencial de permitir à marca grandes benefícios, já que lhe permitirá desenvolver tecnologia para modems integrando-os com os seus produtos e desenvolver novos recursos que diferenciem os seus dispositivos.

A aquisição permitirá ainda a redução da Apple da Qualcomm, principal fornecedor de modems para smartphones. No passado, a Apple acusou a Qualcomm de cobrar taxas “desproporcionadamente altas” em licenciamento de patentes e entraram numa verdadeira disputa. As duas chegaram a um acordo de licenciamento de patentes de seis anos em abril, do qual agora a Apple deverá desistir, uma vez que poderá desenvolver modems próprios.

Há rumores de que a Apple tem vindo a tentar desenvolver os seus próprios modems por um tempo. Em dezembro, surgiram listagens de empregos que sugeriam que a empresa estava a trabalhar num projeto próprio. É em San Diego que está a sede mundial da Qualcomm e a Apple anunciou recentemente planos de contratar mais 1.200 funcionários na cidade.

De acordo com o The Wall Street Journal, o início das conversações com a Intel para adquirir o negócio dos modems deverá ter começado no verão passado, quando entrou o novo CEO da Intel e se focou numa restruturação do grupo, centrando-se nos segmentos deficitários.

2019-09-13 | Atualidade Nacional

Roadshow internacional do grupo vai passar pelo mercado nacional


2019-09-12 | Atualidade Nacional

Regulador e operador avançam como comunicados e acusações


Pelas suas práticas na área da publicidade


Para pôr fim a um processo de fuga aos impostos


2019-09-12 | Breves do Sector

Com uma experiência de gaming única


2019-09-12 | Breves do Sector

Tecnologia de comunicação NarrowBand-IoT permite recolha de dados de consumo