França multa Google por falta de boa-fé no acordo com media

2021-07-15 A Google foi multada em 593 milhões de dólares (cerca de 500 milhões de euros) no mercado francês. Os reguladores acusam a tecnológica de não ter oferecido um acordo justo aos media franceses, para publicar os conteúdos noticiosos. A gigante terá ainda de apresentar uma proposta de remuneração a editores e agências de notícias pela utilização de conteúdos protegidos, sob pena de ter de pagar 900 mil euros diários por cada dia de atraso.
Depois de em abril de 2020 a Autoridade da Concorrência francesa ter decidido obrigar a Google a alcançar negociações de boa-fé com os editores sobre a remuneração dos conteúdos que teria de pagar para publicar as notícias no Google News, dando para isso um prazo de três meses, surge agora a imposição da multa. Desde o início do processo que a gigante tecnológica se tem recusado a pagar à imprensa francesa.
A Google já veio garantir que agiu de boa-fé com os meios de comunicação social ao longo de todo o processo e diz-se dececionada com a decisão da Autoridade da Concorrência francesa. Adianta ainda que foi a única empresa até agora que anunciou acordos sobre direitos conexos, acrescentando que está a finalizar um acordo com a AFP, que inclui um acordo de licenciamento global, bem como a remuneração dos seus direitos conexos pelas suas publicações na imprensa.

Von der Leyen defende soberania tecnológica europeia


Mostra relatório "Work Trend", da Microsoft


Por bloquear versões alternativas do Android a fabricantes de smartphones


Para acelerar criação de soluções empresariais baseadas na cloud


No ano passado, de acordo com o Eurostat


Em causa a utilização do Google Assistant nos dispositivos Android