Organizações estão a reforçar investimentos na cibersegurança

2020-11-06 A generalidade das empresas está a reforçar a sua estratégia de cibersegurança, uma vez que a pandemia veio acelerar a necessidade de transformação digital em todas as organizações. Uma realidade que, aliada à crescente aposta no teletrabalho, tem aumentado significativamente as lacunas de segurança e a probabilidade de ocorrência de ciberataques. A conclusão é do Digital Trust Survey 2021 da PwC.

Este estudo baseou-se na opinião de mais de 3200 gestores de tecnologia a nível mundial, dos quais 96% admitem estar a ajustar as suas estratégias de cibersegurança. Entre os principais objetivos deste reforço na cibersegurança está a necessidade de ter um nível de maturidade mais elevado e um maior peso desta componente na organização e no negócio. Num novo cenário cada vez mais digital, há que saber gerir adequadamente os riscos tecnológicos. E a realidade tem mostrado um aumento significativo dos ciberataques.

Assim, pelo menos 55% dos gestores estão a planear um aumento dos investimentos em cibersegurança até 2021 e 51% esperam reforçar as suas equipas. com novas contratações a tempo inteiro. Um dos problemas será, no entanto, a falta de talento disponível para aa área da cibersegurança. Em 2021, estima-se que serão necessários mais 3,5 milhões de profissionais nesta área.

Entre os ciberataques considerados mais prováveis, estão os direcionados para serviços na cloud e ransomware, seguidos por ataques disruptivos a áreas críticas do negócio ou aqueles que se escondem atrás de desinformação ou de notícias falsas. Dos entrevistados, cerca de 60% consideram que os ataques direcionados aos seus serviços na cloud e o ransomware são os que podem potencialmente ter um efeito mais negativo no negócio.

Este trabalho da PwC destaca que a inovação e o desenvolvimento de novas tecnologias digitais estão a fornecer às empresas novas ferramentas para as ajudar a tornar a luta contra os cibercriminosos mais equilibrada. E estão a permitir o acesso a estas soluções não só a empresas maiores e com mais recursos, mas também às de dimensões médias e pequenas. Os entrevistados consideram ainda que a cloud será a base sobre a qual se constrói a próxima geração de soluções de segurança.

Na sequência da guerra comercial entre Pequim e Washington


Associando-se aos governos africanos para gerir programas de vacinação em larga escala


Já enviou as notificações às gigantes americanas


Para criar um verdadeiro mercado único confiável


Liang Hua, chairman da Huawei, será keynote speaker da edição online


Subnsidiária portuguesa passa a comprar eletricidade de fontes renováveis a 100% em 2021


Bruxelas deveria criar ferramentas de intervenção eficazes


Considera que Governo e regulador deveriam apoiar players atuais


Bruxelas quer envolver todos os parceiros públicos e privados