Líder da Oracle Portugal olha mercado com otimismo moderado

2020-01-23 É com ‘otimismo moderado' que o líder da Oracle Portugal olha para a evolução do negócio no mercado nacional, onde a subsidiária continua a crescer acima da empresa-mãe. Para Bruno Morais, a oferta de cloud tem sido um dos principais diferenciadores e apresenta um crescimento de duplo dígito. Num encontro com jornalistas, o country managerda empresa destacou que a aposta se centra sobretudo na cloud pública.

Para o gestor, esta é uma área de grande potencial, já que as empresas nacionais estão a fazer a sua transição para a cloud e a Oracle pretende ajudá-los "no espaço e o tempo que pretendem, a uma velocidade que se sintam confortáveis".

"Temos indústrias em enorme ebulição, que precisam da digitalização e de avançar com este processo, para se manterem competitivas e com uma oferta time-to-market. Continuamos a ver um investimento importante no mercado nacional e um acelerar da adoção da cloud, sobretudo na cloud pública", refere Bruno Morais. Que está convicto de que "o futuro é a interligação entre clouds de diferentes fabricantes", pelo que destaca a importância que o grupo tem dado às parcerias, que permitem esse objetivo com maior eficiência.

A gigante norte-americana ficou, no final do segundo trimestre do seu ano fiscal de 2020, que terminou a 30 de novembro, com mais de 27 mil clientes no seu ERP Cloud, evidenciando um reforço de 3%. Esta área representou um volume de negócios de 6,8 mil milhões de dólares, representando a maior fatia de receitas da multinacional: 70% do total da faturação.

Para garantir uma oferta de segunda geração da cloud, a Oracle está a apostar no crescimento dos data-centers em todo o mundo, tendo em curso um plano para passar dos 16 que detém para um total de 36. Já em fevereiro, será anunciada a abertura de um na Europa, como referiu João Borrego, diretor de Soluções de Engenharia da Oracle Portugal. Portugal está, pelo menos para já, fora deste projeto.

Entretanto, o centro de competências que a Oracle inaugurou no ano passado em Matosinhos está já a desenvolver projetos para os Estados Unidos e para a América do Sul, alargando assim o plano inicial, que passava pela venda das soluções para a área de retalho na região EMEA. Bruno Morais salientou que serão contratados para este centro mais do que os 100 trabalhadores inicialmente previstos.

No encontro, foram ainda apresentadas as previsões tecnológicas da empresa. O gestor destacou a previsão de que 85% das operações manuais de TI e das tarefas de gestão de dados serão totalmente automatizadas. Todos os aspetos da gestão dos dados, conteúdos analíticos, desenvolvimento das aplicações e trocas de informação irão utilizar tecnologias de machine learning e de inteligência artificial (IA) para automatizar as tarefas manuais, os processos analíticos e a visão humana. Pelo que as políticas, regras e processos de governação aumentarão a um ritmo exponencial.

Outra das previsões salientadas é o impacto da automatização, que substituirá 80 milhões de funções específicas de determinadas profissões. Mas, em contrapartida, poderá criar 150 milhões de novas funções. Assim, espera-se que até 2025 as máquinas venham a realizar mais de 71% das funções atualmente a cargo das pessoas. Pelo que 54% dos trabalhadores das grandes empresas vão ter de melhorar competências para aproveitarem as oportunidades de crescimento, porque aumentará a procura de empregos que exigem "competências humanas". Os maiores avanços a nível do trabalho serão em setores onde a procura destas novas tecnologias está a crescer, como educação, saúde e construção.



2020-07-08 | Atualidade Nacional

Centro foca-se no serviço e apoio a clientes e parceiros na EMEAR


2020-07-07 | Atualidade Nacional

No âmbito do Plano de Ação para a Transição Digital


2020-07-07 | Atualidade Nacional

Presidente da APDC no webinar “A Step Into the Future”


2020-07-03 | Atualidade Nacional

Na sequência da sua integração no grupo que opera ao nível europeu


2020-07-02 | Atualidade Nacional

Regulador aprova vários projetos de decisão agora em consulta pública


2020-07-02 | Atualidade Nacional

Ficando responsável pela continuidade dos negócios


2020-07-02 | Atualidade Nacional

Comissão executiva percorre 20 municípios e 10 distritos


2020-07-01 | Atualidade Nacional

Empresa aposta em novas ofertas para dar resposta ao mercado


2020-07-01 | Atualidade Nacional

De acordo com estudo sobre o ecossistema nacional