Migração da TDT arranca a 12 de agosto no distrito de Portalegre

2020-08-06 O processo de migração da rede de televisão digital terrestre (TDT) será retomado a 12 agosto, com a alteração de um conjunto de emissores que servem o distrito de Portalegre. Até 21 de agosto, está previsto que mudem de frequência os emissores de Alter do Chão, seguindo-se o de Sousel e o de Elvas. Os emissores de Campo Maior e Arronches mudam de frequência no dia 19; Castelo de Vide e Nisa no dia 20 e o emissor do Gavião muda de frequência no dia 21.

No mesmo dia 21 será também alterado o emissor de Mação, que pertence ao distrito de Santarém. O processo de migração dos emissores na região 4 termina no dia 22 de setembro e abrange um total de 28 emissores.

A ANACOM informa que quem recebe atualmente o sinal do emissor de S. Mamede, em Portalegre, não será afetado por este processo, pois este emissor não mudará de frequência. As pessoas saberão que foram abrangidas pelo processo de migração dos emissores se a sua televisão ficar sem imagem.

Quando o ecrã da televisão ficar sem imagem (negro) apenas será necessário fazer uma nova sintonia da televisão ou do descodificador de TDT e continuarão a ver televisão gratuitamente, como tem acontecido até agora. O regulador assegura que não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a TV ou o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga. No caso dos condomínios/edifícios que tenham instalações com amplificadores mono-canal poderão ter de os substituir.

Para ajudar neste processo, a ANACOM criou uma linha telefónica de apoio gratuita (800 102 002), que funciona todos os dias (a partir de 3 de agosto funciona entre as 9h e as 22h), para o qual as pessoas poderão ligar para esclarecer dúvidas e obter apoio na sintonia da sua televisão. Caso não consigam fazer a sintonia dos equipamentos por si ou com a ajuda prestada através do número gratuito 800 102 002, a ANACOM agendará uma visita a casa da pessoa para proceder à sintonia, com técnicos seus e de forma gratuita.

A ANACOM divulgará a informação relativa às mudanças na TDT através de uma carta e de um folheto que será entregue em casa de todas as pessoas, que resume a informação relevante para se adaptarem a este processo de mudança. Com o objetivo de alargar o leque de entidades que podem ajudar a divulgar informação e dar apoio à população, tem firmadas várias parcerias: com as Câmaras Municipais, as Juntas de Freguesia, a GNR, a PSP, a Liga dos Bombeiros Portugueses, o Instituto da Segurança Social, a AMA (Lojas e Espaços do Cidadão), os párocos, o Corpo Nacional de Escutas (Escuteiros), entre outras entidades.





2020-09-17 | Atualidade Nacional

Dando acesso a conhecimento, recursos e ferramentas


2020-09-16 | Atualidade Nacional

Opinião de Nelson Pereira , responsável de Telco e Media da Minsait em Portugal


2020-09-16 | Atualidade Nacional

Na criação de postos de atendimento em regime de teletrabalho, entre outros


2020-09-16 | Atualidade Nacional

Portugueses chegam à Internet em força no verão


2020-09-16 | Atualidade Nacional

De acordo com o índice que avalia o posocionamento e a reputação das marcas


2020-09-14 | Atualidade Nacional

Grupo salienta cobertura de fibra e oferta de tv em 3 plataformas distintas


2020-09-11 | Atualidade Nacional

Mais de meio milhão de testes à velocidade da internet


2020-09-11 | Atualidade Nacional

Em comunicados autónomos à CMVM


2020-09-11 | Atualidade Nacional

Dona do Correio da Manhã com perdas no 1º semestre