OMTEL anuncia mudança de marca para Cellnex

2020-07-03 A OMTEL, operador independente de infraestruturas de telecomunicações em Portugal, na sequência da compra das redes da Altice e da NOS, passou a adotar a imagem corporativa da Cellnex, grupo que adquiriu a empresa portuguesa em janeiro deste ano por 800 milhões de euros. Esta evolução está alinhada com a identidade criativa e visual do grupo ao nível internacional, seguindo a evolução já registada em todos os demais países onde está presente: Espanha, Itália, França, Suíça, Holanda, Reino Unido e Irlanda.

"Continuaremos empenhados em contribuir para o desenvolvimento do setor das telecomunicações em Portugal, apoiando os operadores no desenvolvimento dos seus serviços, num momento particularmente importante como o que antecede o lançamento do 5G e a sua disponibilização no país - desde as zonas mais urbanas e densamente povoadas às zonas mais remotas e rurais do interior", explica Nuno Carvalhosa, Managing Director da Cellnex Portugal.

Com a aquisição da OMTEL e com o recente acordo para a aquisição de 100% do capital da NOS Towering e dos seus cerca de dois mil sites de telecomunicações por 550 milhões de euros, a Cellnex dá passos sólidos na estratégia de consolidação do seu portfólio internacional de infraestruturas.

O operador independente de infraestruturas de telecomunicações líder na Europa tenciona alargar a oferta de serviços aos seus clientes em Portugal. Soluções de cobertura indoor, coberturas dedicadas, infraestruturas de fibra ótica, soluções de data centre e edge computing, infrastruturas para redes de emergência ou redes privadas, e soluções para a gestão inteligente de infraestruturas e de serviços urbanos, que podem abranger um conjunto de produtos com o selo Cellnex, como a condução autónoma, a recolha de lixo ou a gestão de trânsito.

Recorde-se que a Cellnex Telecom tem na Europa um portfólio de 61 mil sites, incluindo os sites contratados até 2027. Opera em Espanha, Itália, Países Baixos, França, Suíça, Reino Unido, Irlanda e Portugal. Os negócios estão estruturados em quatro áreas principais: serviços de infraestrutura de telecomunicações; redes de radiodifusão audiovisual; redes e soluções de serviços de segurança e emergência para gestão inteligente de infraestrutura e serviços urbanos (cidades inteligentes e Internet das Coisas - IoT).

2021-01-20 | Atualidade Nacional

Para dar resposta ao novo período de confinamento


2021-01-20 | Atualidade Nacional

Operação terá decorrido em agosto do ano passado


2021-01-15 | Atualidade Nacional

Propostas ultrapassam 180 milhões de euros


2021-01-14 | Atualidade Nacional

Estabelecem novas regras do estado de emergência


2021-01-14 | Atualidade Nacional

Ao contabilizar mais de 96 mil novos registos em 2020


2021-01-14 | Atualidade Nacional

Superando as metas propostas, avança com novas ofertas


2021-01-12 | Atualidade Nacional

Depois de 8 dias de licitações e 44 rondas


2021-01-08 | Atualidade Nacional

Grupo Bel, de Marco Galinha, é o comprador


2021-01-08 | Atualidade Nacional

Ao sexto dia de licitações dos novos entrantes


2021-01-08 | Atualidade Nacional

Depois de concluído o processo de migração da TDT